Motoristas de app planejam paralisação em busca de segurança

Em meio a tantas discussões a respeito da segurança, no próximo domingo, dia 20, motoristas de Uber, 99 e de outros aplicativos de transporte particular estão organizando uma manifestação nacional.

O protesto é pela falta de segurança na profissão. Entre as exigências feitas pela categoria estão: cadastro mais rigoroso dos passageiros, endereço de destino e extinção do pagamento em dinheiro. Outro pedido são as medidas protetivas para que corridas não possam ser solicitadas de celulares roubados.

Atualmente, a maioria dos aplicativos exigem apenas nome, e-mail e telefone. Além disso, quando o endereço final não é informado, o motorista não conseguem avaliar se a área é de risco ou não. Mas, isso pode ser avaliado utilizando aplicativos como Waze. Eles informam ruas e avenidas que estão sofrendo com assaltos, arrastões e acidentes).  

Botão de pânico

Um recurso para situações de perigo ou emergência é o botão de pânico. Ao clicar no ícone de seu aplicativo, o motorista pode realizar uma chamada para a polícia, contatos de emergência ou para sua central, variando de acordo com a sua plataforma.

Para a segurança de todos os envolvidos na corrida, seu contato de emergência receberá uma chamada direta com seus dados, informações do veículo e localização em tempo real.  

99 POP

Diante das reclamações dos motoristas, a 99 anunciou novas medidas de segurança. Agora, os motoristas vão poder cancelar corridas em área de risco sem serem penalizados. Isso porque, após aceitar a corrida, uma tarja aparece na tela do celular avisando que aquela região é perigosa. Assim, apenas nesses casos, ele não sofrerá nenhuma punição. Ou seja, isso não vai prejudicar a taxa de aceitação do motorista.

Outra mudança é a expansão do projeto pioneiro de câmeras de segurança. Em fase de testes, algumas cidades do país já tem carros com câmeras instaladas dentro dos veículos. Elas filmam a viagem em tempo real e acompanhadas pela central de monitoramento do aplicativo.

Por último, o aplicativo também vai exigir mais informações sobre o passageiro. Assim, os novos usuários terão que informar CPF e dados do cartão de crédito antes de sua primeira corrida.

Driver Machine

Em função do cuidado com seus clientes e da demanda de algumas centrais, a Machine oferece algumas opções em seus aplicativos como, por exemplo, CPF dos passageiros e endereço de destino.

Além disso, também trouxe em sua nova atualização, o Botão de Pânico, que visa auxiliar na segurança do motorista, e também do passageiro.

O Botão de Pânico funciona da seguinte forma:

Em situação de emergência, e havendo possibilidade de acionamento sem risco, o motorista poderá pressionar o Botão de Pânico, disponível na tela do seu smartphone. Ao pressionar o botão por mais de dois segundos, surge uma tela de confirmação. Em seguida, o aplicativo dispara um alerta que será enviado para a plataforma de gestão da central. Depois, opcionalmente, envia também para o aplicativo de todos os motoristas que estejam dentro do raio de alcance pré-definido.

Assim, a central poderá configurar, a exibição do botão de pânico para seus motoristas. Poderá escolher também, o tempo em que a mensagem de pânico ficará acionada na central. No mais, poderá definir a distância máxima entre o motorista que acionou e os demais motoristas da central que receberão a notificação.

Essas configurações estão disponíveis na plataforma em: Configurações > Gerais > Motorista.

Lembrando que essa funcionalidade só está disponível para os planos Avançado e Premium.