Cliente da Driver Machine lança Uber para guinchos em Cuiabá

Não é raro viver essa situação. Você está com seu carro e de repente seu veículo tem uma pane. Então você precisa chamar um guincho, o que nem sempre é uma tarefa fácil.

Nesse momento, entrar em contato com a seguradora pode dar uma dor de cabeça daquelas. Ninguém para ajudar e você tendo que esperar o resgate em locais nem sempre seguros. É por isso que em Cuiabá, o cliente da Driver Machine, Wander Borges, lançou em Outubro o app I7 Driver Guinchos 24h. Wander é o CEO da I7 Driver, aplicativo de transporte de Cuiabá.

Guinchos

A ideia da I7 Driver Guinchos é usar a tecnologia Driver Machine, utilizada para chamar veículos particulares, na solicitação um guincho em momento de dificuldade. Assim, você chama pelo app e o sistema localiza o guincho mais próximo de você. Isso tudo pelo celular e na hora que você precisa.

A criação do I7 Driver Guinchos vem de um projeto que Wander de alcançar a marca de dez apps criados. “Há algum tempo eu tinha o projeto de criar um aplicativo de guinchos, aí surgiu um parceiro forte, que é uma empresa especializada na área e que se interessou pelo meu projeto, decidimos então unir as marcas”.

Ele enxerga muitas vantagens da criação do app para guinchos até mesmo para o próprio aplicativo de transporte. “A empresa de guincho já está nos trazendo uma visibilidade muito grande, pois os caminhões estão andando pela cidade usando a nossa marca”.

O projeto agora é trazer seguradoras para dentro do aplicativo. “Havia a possibilidade de não ter apoio de empresas, mas eu trouxe como uma franquia e a ideia no futuro é fazer um aplicativo nacional, cadastrando guinchos do Brasil inteiro, mas para isso, seria bom trazer as seguradoras, dando respaldo de volume de negócio”.

Se você ficou interessado e também quer lançar seu próprio app, solicite sua demonstração aqui.

App de transporte

Sobre a criação da I7 Driver, ele conta que há dois anos a Uber chegou em Cuiabá. No entanto as altas taxas e a falta de apoio do aplicativo acabou desestimulando os motoristas. “Cuiabá é uma cidade com muitas ruas sem asfalto, o que acaba deixando o carro sujo. Muitos clientes tinham uma corrida normal, mas ao ver que o carro está um pouco sujo, dava uma nota baixa para o motorista e isso acabou tirando muitos da plataforma”.

Para Wander, os motoristas sentiam falta de um aplicativo parceiro, que sentasse com eles se houvesse algum problema. Foi aí que veio a ideia de criar um aplicativo, que seria o resultado de uma espécie de associação dos motoristas.