Didi Chuxing: conheça a empresa que derrotou a Uber na China

Muita gente sabe que a Uber é uma das maiores startups mundiais. Mas você sabia que ela já foi derrotada? A chinesa Didi Chuxing é, atualmente, a maior plataforma de transporte privado do mundo. Fundada em 2012, a empresa opera de diferentes formas na China, Brasil, México, Austrália e Japão. Em síntese, é uma instituição que presta serviços de tecnologia e mobilidade privada e pode ser encontrada tanto Play Store quanto na Apple Store chinesa.

História

A Didi Chuxing foi fundada em junho de 2012, como Didi Dache, pelo empresário Cheng Wei. Três anos depois, se uniu a sua maior corrente, a Kuaidi Dache. A empresa teve apoio das empresas de internet Alibaba e Tencent. Sendo assim, é a única empresa a concentrar os maiores grupos de internet chineses como seus investidores.

Serviços

A empresa oferece diversas opções de transporte para atender os mais de 550 milhões de usuários. Entre os serviços ofertados estão táxi, carros particulares de luxo, ônibus, bicicletas e entrega de comida. Além disso, a empresa emprega mais de 31 milhões de motoristas.

O usuário tem a liberdade de escolher o serviço mais adequado para sua necessidade do momento. Ele pode solicitar um carro particular – assim como em qualquer app de transporte -, além de poder solicitar que o app busque pessoas da sua preferência no aeroporto. Nesse caso, a empresa envia um motorista uniformizado com uma placa de identificação, exatamente da mesma forma que as empresas de turismo costumam fazer.

E a variedade da Didi Chuxing não para por aí. Carros corporativos, bicicletas, aluguel de carros, viagens compartilhadas são outros serviços ofertados. No mais, ela ainda disponibiliza para seus passageiros informações sobre transporte público. Um dos diferenciais mais inusitados da empresa é o serviço de motorista sem carro. Isso mesmo! Por exemplo, se um passageiro saiu de carro mas bebeu e não pode dirigir, ele pode solicitar o motorista sem carro para levá-lo para casa.

Didi Chuxing e o Brasil

Você pode nunca ter ouvido falar sobre a Didi Chuxing, mas ela está presente no Brasil. Apesar de não estar disponível nas lojas dos aplicativos, ela está por trás da 99. Ela já tinha uma participação nas ações da empresa um ano antes da compra total, mas, no início de 2018, anunciou a compra da marca. Dessa forma, passou a investir no aplicativo para concorrer no país. Vale lembrar que o Brasil concentra as duas cidades que mais utilizam o serviço de uber no mundo: São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente.

Porém, a 99 não é a primeira empresa de transporte particular comprada pela gigante chinesa. Ela já era dona da empresa de táxi indiana Ola e das operações da Uber na China. Além disso, tem participação na da Lyft, empresa rival da Uber nos Estados Unidos, na Taxify, empresa europeia, na Grab, empresa de Cingapura, e na Careem, empresa árabe.

Monopólio

Apesar de dominar quase 90% do transporte particular chinês e estar em expansão em todo o mundo, a Didi não quer parar por aí. Os próximos passos da empresa são desenvolver uma rede própria de estações de recarga para seus carros elétricos e criar uma plataforma que tenha concentre todas as soluções automotivas que motorista e usuários necessitem.

Para esta segunda parte, a empresa já fechou parceria com 31 empresas do setor automotivo e também pretende dividir suas operações e, assim, desenvolver uma companhia auxiliar que vai oferecer manutenção, operação de frota, vendas e leasing, ou seja, vai adquirir um veículo escolhido pelo usuário para, em seguido, alugá-lo para o mesmo e muito mais.

Parcerias

Apesar de ter comprado empresas e ter ações de outras, Didi Chuxing segue em expansão em outros segmentos. Uma das estratégias para isso é o novo acordo com o Booking, site de reserva de viagens. A ideia é que o usuário do site possa solicitar carros da Didi dentro do próprio aplicativo da Booking. Da mesma forma, os passageiros poderão ter acesso aos serviços da parceira.

A Didi está, ainda, presente no superapp WeChat, a versão chinesa do Whatsapp. Nele, o usuário pode pedir comida, se consultar com um médico, reservar carros ou viagens, comprar qualquer produto e muito mais. Assim, um usuário do WeChat pode solicitar um carro da Didi a qualquer momento.