Aplicativo do Cariri estreia com mais de 10 mil corridas realizadas no mês

A região do Cariri é famosa pela sua festa junina e rapadura. Abriga 11 municípios, sendo Juazeiro do Norte o mais populoso, com pouco mais de 240 mil habitantes.

Em setembro de 2018 a região ganhou mais uma opção de aplicativo de transporte. É o Bora Cariri, app regional criado por motoristas do único aplicativo que rodava na cidade até então, a Uber.

Em entrevista ao site Miséria, o coordenador de marketing José Neto explicou a escolha do nome. “Tentamos fazer algo bem regional, se você pergunta a um amigo se ele quer ir a algum lugar, a pessoa certamente responde ‘Bora’. Nossa missão é ser a primeira opção do povo do Cariri”.

Segundo Gecivânio Oliveira, responsável pelo Bora Cariri, os motoristas de app da cidade estavam reclamando das altas taxas cobradas nas corridas deles. Foi quando conheceram a possibilidade de desenvolver o próprio aplicativo por meio da Driver Machine.

Ele explica que o atual presidente da cooperativa dos motorista Cássio Lopes decidiu fundar a instituição devido às altas reclamações dos motoristas. A região de Cariri era muito onerosa na questão de trânsito, as taxas cobradas para os clientes são muito baixas, já as cobradas para os motoristas são muito altas, nós reclamamos diversas vezes para o aplicativo, mas nada.

A partir dessas reclamações, Gecivânio conta que viu uma boa oportunidade de atuar na região. “A primeira reunião para criar o aplicativo contou com 30 motoristas e todos acreditaram na ideia, então começamos a trabalhar em junho deste ano, já em setembro o aplicativo começou a rodar”.

No primeiro mês, Bora Cariri alcançou a marca de mais de 10 mil corridas realizadas. “Foi um resultado excelente, principalmente porque ainda não contamos com um marketing muito forte, nossa propaganda é o boca boca, acreditamos que começando agora a investir em divulgação, podemos até quadruplicar esses números”.

Apesar de estar enfrentando uma burocracia para abrir a coperativa, os planos da Bora Cariri são ambiciosos. Segundo Gecivânio, eles já tem programado algumas ações de marketing. “A meta agora é atrair motoristas para sempre equilibramos a equação demanda e motorista”.